fbpx
Impermeabilização flexível
Impermeabilização flexível

Impermeabilização flexível

A impermeabilização flexível é recomendada para locais em que a estrutura pode se movimentar sem causar dano aos outros elementos da edificação.

Este tipo de impermeabilização é recomendado para uso em lajes (maciças, mistas ou pré-moldadas), terraços, varandas, reservatório superior de água, jardins e pisos de cozinha, banheiro e áreas de serviço.

Os produtos mais comuns para aplicação de uma impermeabilização flexível são:

Membranas moldadas in loco: como a emulsão asfáltica, solução asfáltica, emulsão acrílica, asfaltos oxidados, asfaltos modificados, elastômeros (neoprene), dentro outros.

Mantas pré-fabricadas: como a manta elastomérica (butil/EPDM), manta asfáltica e manta polimérica (PVC). Dentre estas, destacam-se as mantas asfálticas e as poliméricas por serem de fácil aplicação e terem um custo mais acessível se comparados com outros tipos.

Como fazer impermeabilização de lajes passo a passo

Para a definição do tipo de impermeabilização de lajes adequado em um ambiente é fundamental que seja realizado um projeto de impermeabilização com um engenheiro especializado nesse serviço. Este profissional irá desenvolver uma solução que protegerá a sua edificação e te dará suporte durante a execução.

Abaixo você pode conferir os métodos executivos com um passo, passo para realizar a impermeabilização em lajes utilizando o processo de cristalização.

Impermeabilização por cristalização

Processo de cristalização (Fonte: Habitíssimo)

  • Passo 1:A superfície a ser impermeabilizada deve estar limpa e desprovida de impurezas ou qualquer outro material, como pontas de aço, monte de argamassa seca, etc.
  • Passo 2:As partes defeituosas da superfície devem ser tratadas, tampando-se buracos e trincas e arredondando os cantos dos encontros das paredes com os pisos.
  • Passo 3:Os ralos e tubulações existentes deverão ser chumbados com grout.
  • Passo 4:Aplicar a primeira demão do produto impermeabilizante com vassoura de pelo e deixar secar.
  • Passo 5:Aplicar a segunda demão do produto com vassoura de pelo ou rolo de lã. Deixar secar um pouco e aplicar a terceira demão.
  • Passo 6:As demãos deverão ser aplicadas no sentido cruzado em camadas uniformes com intervalos de 2 a 6 horas dependendo da temperatura ambiente.
  • Passo 7:Em regiões críticas como ao redor de ralos, deve-se calafetar com resinas após a secagem completa do impermeabilizante.
  • Passo 8:Verificar a estanqueidade durante, após cura por 5 dias ou conforme indicado na embalagem do produto utilizado, vedando os ralos e enchendo a área impermeabilizada com água.
  • Passo 9:Caso haja vazamentos, a impermeabilização deverá ser libera somente após reparada e testada novamente

Veja mais em: https://asmateriais.com.br/noticias/

Fechar Menu
Need Help? Chat with us